Destaque

Cobrar honorários irrisórios é falta ética, afirma vice-presidente

19065_2224O vice-presidente da OAB Paraná, Cássio Telles, participou na terça-feira (15) de solenidade de compromisso para 29 novos advogados em Guarapuava. Durante a solenidade, Cássio Telles, conclamou os compromissados a valorizarem seu serviço profissional, combatendo o aviltamento dos honorários advocatícios. Para o vice- presidente, apesar do mercado de trabalho contar com grande número de profissionais, o advogado não deve aceitar valores irrisórios pelo seu trabalho, pois isso fere diretamente o juramento profissional de exercer a advocacia dignamente. “Estamos numa cruzada contra a baixa remuneração dos advogados. Temos que começar a valorização dos honorários em nossos escritórios. Hoje, estamos orientando, conscientizando nossos colegas sobre o elo entre a remuneração razoável e a dignidade da profissão. Após essa campanha, atuaremos no campo disciplinar, pois cobrar honorários irrisórios é também faltar com a ética profissional”, disse Cássio.

Ainda em seu pronunciamento, o vice-presidente da Seccional disse que o compromisso é um chamado para o bom exercício da profissão, em busca da justiça e da cidadania. “O juramento do compromisso deve ser lembrado sempre, que o advogado deve agir com independência e agir assim é estar ao lado do cliente sem o menor medo de defendê-lo, mostrar sua posição em promover a justiça social, um grande compromisso da advocacia”, argumentou Teles.

O presidente da OAB Guarapuava, Marcos Carvalho, reforçou a importância de participação dos novos advogados nas ações da OAB. “Para todos nós da Ordem é uma honra, uma satisfação, de termos mais um compromisso e que cada vez mais a nossa subseção é um centro de formação de novos advogados”, lembrou.

Carvalho também destacou que há a expectativa da realização do Exame de Ordem na cidade, o que depende de um parecer do Conselho Federal da OAB, já que a Seccional do Paraná aprovou o pedido feito em conjunto pelas subseções de Laranjeiras do Sul, Pitanga, Prudentópolis e Irati.

Fonte: Site da OAB/PR